El Chaltén


Capital do trekking na Patagônia

El Chaltén é a cidade mais nova da Argentina, fundada em 1985, e tem aproximadamente 500 habitantes. É conhecida como a capital do trekking na Patagônia, devido à quantidade e qualidade de suas trilhas. Se esse for seu objetivo, você definitivamente precisa passar por ela.

 Mirante para a cidade de El Chaltén.

Mirante para a cidade de El Chaltén.

Trata-se de uma charmosa, pacata e pequena cidade, composta apenas por alguns quarteirões de construções baixas e localizada num lindo vale ao lado de gigantescos paredões de rocha. Pelas ruas, aventureiros de todas as idades e origens, chegando ou se preparando para as trilhas. De qualquer lugar da cidade pode-se avistar o imponente Fitz Roy, famoso por seus paredões íngrimes.

 Monte Fitz Roy fotografado da cidade de El Chaltén, sob a luz do final do dia

Monte Fitz Roy fotografado da cidade de El Chaltén, sob a luz do final do dia


Atrações em El Chaltén


Trilha até a base do monte Fitz Roy e Laguna de los Tres

Nossa primeira trilha da patagônia

Não é necessário guia para fazer as trilhas de El Chaltén, pois elas são muito organizadas e bem sinalizadas. Você só precisa controlar bem o seu tempo. É preciso ter em mente que vai caminhar por aproximadamente 10-12 horas por dia. Faça no seu ritmo, curta o visual, aprecie a natureza e aproveite pra tirar belas fotos.  Não esqueça de levar lanche e água.
Saímos às 8h do hotel e pegamos uma van ($100,00 cada) que nos levou até a Hosteria El Pilar, mais ao norte. Lá foi o nosso ponto de partida para a trilha.

 Ponte sobre o Rio Blanco, poucos minutos antes da subida de 1 hora para o mirante do Fitz Roy.

Ponte sobre o Rio Blanco, poucos minutos antes da subida de 1 hora para o mirante do Fitz Roy.

A caminhada até o acampamento Poincenot foi tranquila. Demoramos 4h, com várias paradas pelo caminho. Depois desse trecho, nos deparamos com uma subida bem difícil, muito íngreme, entre pedras soltas. Quanto mais subíamos, mais neve encontrávamos pelo caminho.
Ao chegar ao topo, apesar de estar um dia ensolarado, tudo estava coberto de neve e as lagoas estavam congeladas ainda. Mesmo assim, o visual era demais, principalmente porque foi o ponto mais próximo que chegamos do Fitz Roy.

 Mirante para o Fitz Roy (a montanha mais alta da foto). Esse lugar foi o objetivo de toda a trilha.

Mirante para o Fitz Roy (a montanha mais alta da foto). Esse lugar foi o objetivo de toda a trilha.

Na volta pegamos a trilha que passa pela Laguna Capri e leva direto à cidade (por ser um caminho diferente). Porém, esse trecho não foi nada fácil, principalmente o finalzinho dele, pois já estávamos exaustos. O melhor é que a trilha terminava na rua do nosso hotel, o que foi uma salvação, já que não aguentávamos dar nem um passo a mais.

Principais pontos da trilha:

  • Mirante para o Glaciar Piedras Blancas
  • Lanchar na beira do Rio Blanco, um rio próximo ao acampamento Poincenot
  • Mirante para o Fitz Roy
  • Mirante para o Rio de las Vueltas
 Mirante para o Glaciar Piedras Blancas.

Mirante para o Glaciar Piedras Blancas.

 Mirante para o Rio de las Vueltas

Mirante para o Rio de las Vueltas


Bares e Restaurantes


La Cerveceria

Depois de um dia de aventura em alguma trilha você vai precisar se aquecer e repor as calorias. A melhor pedida é o Locro, uma comida tradicional das montanhas. Trata-se de uma sopa de legumes com carne muito bem temperada e quentinha. Uma delícia! Está na lista das melhores comidas que provamos na viagem toda.

 Locro, comida tradicional das montanhas.

Locro, comida tradicional das montanhas.

La Waffleria

Restaurante ao lado do nosso hotel - bom pra quem não consegue dar nem mais um passo depois de um dia inteiro de trecking.
Prove qualquer waffle salgado, mas não deixe de pedir de sobremesa o waffle de doce de leite com coco. Maravilha! qualquer coisa com doce de leite na Argentina merece ser pedida.

 Waffle de doce de leite com coco, na Waffleria

Waffle de doce de leite com coco, na Waffleria


Hospedagem


Hotel Poincenot
El Chaltén pede um hotel aconchegante como o Poincenot, pois é preciso descansar bem depois de andar o dia todo numa trilha, recarregar as energias para a próxima. Além disso, o hotel está localizado a poucos metros da entrada para a trilha que leva ao Fitz Roy.
Preço: R$ 546,00 por 2 diárias

Endereço: Av. del Libertador Gral. San Martín 668

 

Veja também